Criando uma Autêntica Washington D.C para The Division 2

The Division 2
Facebooktwitter

O que é preciso para criar uma autêntica Washington D.C.? Neste artigo, Benedikt Podlesnigg, Diretora de Arte em Tom Clancy’s The Division 2, conta sobre como aconteceu para que fosse possível recriar a cidade, como eles construíram cuidadosamente o legado em The Division, e como uma de suas viagens de pesquisa levou a um churrasco com as Forças Especiais.

Luzes de Natal, placas de carro e adesivos em sinalização de trânsito: ao criar mundos autênticos em jogos, é importante ter um bom olho para os pequenos detalhes. Uma pessoa que sabe da importância dos detalhes é a Benedikt Podlesnigg da Massive, que trabalha como diretora de arte em Tom Clancy’s The Division 2.

Na busca dela e de sua equipe para trazer Washington D.C. à vida na sequência da Division, eles embarcaram em várias viagens de pesquisa para a capital, não só para vê-la com seus próprios olhos, mas também para senti-la.

“Realizar essas viagens de pesquisa oferece uma visão realmente agradável de como é ‘nos bastidores’ que é impossível conseguir de outra forma [essa visão]”, explica Benedikt. “Uma coisa é você assistir  filmes ou ver imagens – na maioria, elas oferecem uma bela vista das fachadas bonitas, mas, se você ver de outro ângulo, pode ser completamente diferente”.
Uma das viagens que Benedikt e a equipe fizeram foi durante o Natal. Em The Division, as decorações de Natal representam uma parte importante do cenário e da narrativa, e para construir o legado do primeiro jogo, foi vital recriar os remanescentes do Natal em Washington D.C.

ÁRVORES DE NATAL E PLACAS DE CARRO

“Ficamos realmente surpresos ao ver tão poucas decorações! A árvore de Natal no National Mall e no centro da cidade era obviamente enorme, e havia alguns mercados de Natal – mas  são coisas que você só vê quando vai lá pessoalmente. Uma coisa que percebi depois desta visita é que teria sido tão fácil exagerar as decorações de Natal do jogo. Em vez disso, deixo que todas essas impressões da vida real sejam transferidas para minha imaginação, e então posso desenhar o que realmente parece e moldá-lo em nosso próprio mundo de Division 2 ”, diz Benedikt.

Outro detalhe interessante que foi adicionado ao jogo como resultado de uma dessas viagens envolve placas de carro. Enquanto Benedikt e sua equipe se reuniam com pessoas que trabalhavam em Washington D.C., eles descobriram que a maioria das pessoas na cidade viajava de carro de estados próximos.
“Quando você joga o jogo, você notará que as placas nos carros são originárias de muitas cidades e estados diferentes fora de Washington D.C., o que é um resultado direto de nós estarmos lá e vendo com nossos próprios olhos. É um recurso muito legal que ajuda a criar a autenticidade que buscamos. ”

EM CASO DE EMERGÊNCIA NO 4º DE JULHO

Mas não foram apenas os aspectos visuais puros da cidade que desempenharam papel fundamental na elaboração de Washington D.C .; Benedikt e sua equipe também pesquisaram as medidas de segurança da cidade em caso de emergência. Não só eles se reuniram com os serviços de emergência da capital para entender o que eles fariam em caso de emergência, mas também visitaram a D.C. durante um dos feriados mais vigiados nos EUA.

“Estar em Washington durante o 4 de julho nos deu grandes insights sobre a segurança na cidade. O tamanho da celebração leva a muitas áreas fechadas, e achamos bom pesquisar essas áreas, pois elas provavelmente também seriam fechadas durante um evento como o de Division ”, explica Benedikt. “Nós também visitamos o Pentágono … mas eu não posso falar sobre isso”, acrescenta ela rindo.
O que Benedikt poderia nos dizer sobre a visita ao Pentágono foi que, no final do dia, ela e sua equipe foram convidados para um camarote fora da cidade, onde alguns membros das Forças Especiais estavam realizando um churrasco.

“Eles eram muito legais e relaxados, e nos divertimos muito com eles. E isso é tudo que vou dizer sobre isso!

Texto original: Massive Blog
Facebooktwitteryoutube

Deixe uma resposta